A pessoa empreendedora é apaixonada pelo que faz?

Estudos sobre a atividade empresarial na década de 40, na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, estabeleceram o conceito de "motivação para a realização" e a identificação de um elemento psicológico crítico no empreendedor, direcionado para o "impulso de melhorar".
Gradativamente, o perfil empreendedor passou a acumular outros elementos com a sensibilidade de praticar o exercício de saber ouvir, o desejo de inovar e a capacidade de identificar oportunidades.


 

 

Atendimento ineficaz pode levar a sua empresa para o final

Houve um período na história comercial, onde para ser um bom vendedor bastava contar com boa lábia para empurrar a mercadoria ao cliente e, muitas vezes, ludibriar para obter uma venda momentânea, passando a acreditar ser o primeiro da fila na preferência do consumidor. Naquela época era muito tranqüilo destinar a culpa por um equívoco cometido para a empresa, do que propriamente assumir a falha, pois não havia necessidade de demonstrar preocupação.


 

 

wmuSlider Demo